Marinha alerta para previsível agravamento das condições no mar e na orla costeira

Foto: Rui Marote (arquivo)

A Marinha e a Autoridade Marítima Nacional vieram hoje alertar a população para as consequências prováveis do agravamento, previsto, do estado do mar na costa Norte da Madeira e no Porto Santo, a partir da tarde de hoje, quarta-feira. Este aviso dirige-se especialmente a toda a comunidade marítima que se encontra no mar, e também à população que habita e frequenta as áreas costeiras, em especial nas zonas Norte, Oeste e Sudoeste.

De acordo com a Marinha, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê agitação marítima de Norte com ondas a rondar os 6 metros, as quais poderão chegar esporadicamente aos 10 metros. Isto principalmente na costa Norte da Madeira e no Porto Santo, com especial incidência amanhã, dia 18.

Por isso, as autoridades recomendam que as pessoas evitem passeios junto ao litoral, nestas zonas. Também aos pescadores lúdicos à linha pede-se cuidado, e que não pesquem junto a zonas de arriba nas frentes costeiras atingidas pela rebentação. Quem tiver de ir junto à orla costeira, deve manter cuidado e vigilância. O mar pode chegar facilmente aonde não se pensa que chegará.

Quanto aos proprietários de embarcações, devem reforçar, se necessário, a amarração das mesmas ou mesmo vará-las em local seguro, caso tenham pequenas dimensões. Aos pescadores e à náutica de recreio, recomenda-se que recolham a porto seguro.

Também se aconselha o acompanhamento da evolução da situação meteorológica e dos avisos à navegação radiodifundidos pelo Subcentro de Busca e Salvamento Marítimo do Funchal e pela Capitania do Porto. Deve-se evitar sair para o mar até que as condições melhorem.

Os canais para as comunicações de emergência por rádio e bem assim a emergência telefónica para o Subcentro de Salvamento Marítimo (telef. 291 213 112), como os meios da Marinha e as estações salva-vidas, encontram-se em prontidão para responder a pedidos de socorro no mar, informa o comandante da Zona Marítima da Madeira, o capitão-de-mar-e-guerra Paulo Silva Ribeiro.