Agências à espera de pormenores do voo extra para estudantes

TAP DESTAQUE
Ainda não estão à venda os lugares do voo extra.

As agências de viagens ainda não receberam indicações relativamente à venda de lugares para o voo especial disponibilizado pela TAP, na sequência de um acordo com o Governo Regional, no sentido de proporcionar a abertura de viagens a 65 euros para estudantes madeirenses que se encontram em universidades no Continente e que, em função do custos, teriam maiores dificuldades para virem passar o Natal com as respetivas famílias.

O Funchal Notícias sabe que diversas agências já foram confrontadas com questões relacionadas com esse voo anunciado pelo Governo Regional no Diário e confirmado pela TAP em comunicado, no dia seguinte, mas as respostas têm sido no sentido de aguardarem mais algum tempo até que seja encontrada a versão final de comercialização.

Recorde-se que esse voo disponibiliza lugares, prioritariamente para estudantes, que pagarão apenas o que normalmente lhes é cobrado pelo subsídio de mobilidade, ou seja 65 euros, o que constitui uma oportunidade de poderem passar o Natal na Região. Uma realidade que, no entanto, está a merecer algumas interrogações nas redes sociais, devido ao facto da decisão ser assumida num momento em que a maior parte dos pais já adquiriu viagens a preços elevados, alguns mesmo elevadíssimos, suportando o custo total até que possam receber o reembolso.

Ainda assim, este voo extra, que surge num contexto de crítica acesa à forma como se encontra negociado o subsídio de mobilidade, bem como à forma como a TAP se posiciona no mercado madeirense, praticante preços altos em praticamente todas as épocas, apresenta-se como uma solução para os que sentem maiores dificuldades, constituindo um fator positivo, anda que pudesse ter outros efeitos se fosse disponibilizado mais cedo.

Esse voo extra será feito com partida de Lisboa a 20 de dezembro e regresso a 1 de janeiro.