PPM preocupado com Orçamento que baixa para a educação

O Orçamento para educação que baixa 8 milhões de euros não deixa de preocupar o PPM Madeira, refere um comunicado hoje emitido. O dirigente João Noronha lamenta que tal venha a acontecer numa altura em que a educação na região “continua em baixa relativamente ao resto do País. ”

“A educação é um dos pilares de qualquer nação e que contribui para o crescimento do mesmo em variadíssimas áreas e neste caso todos os milhões em falta contam”, refere. De salientar que nos agrada uma maior aposta no desenvolvimento tecnológico e na inovação, tal como novos equipamentos e infraestruturas na construção das escolas da Ribeira Brava e Porto Santo. Serão necessários mais incentivos para que o abandono escolar diminua e para que as futuras gerações possam colocar a região bem acima do que está actualmente no ranking nacional, diz. “Para isso o respeito pelos docentes também será uma prioridade como forma de  alcançar uma melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem, dignificação do professor e da carreira docente. Para  que  a  educação  não  seja  permanentemente  retalhada, exigimos a todos os partidos políticos com assento parlamentar, que discutam, reflictam, aprovem e assinem um pacto educativo para o garante de uma  estabilidade educativa, sólida, estável e coerente proporcionando uma educação e ensino de excelência”, defende esta força política.