XXIII Semana Cultural da Ilha com várias iniciativas

Decorreu ontem mais uma iniciativa no âmbito da XXIII Semana Cultural da Ilha, iniciando-se às 14h00 com a recepção aos convidados e visita às exposições. Pelas 14h30, a presidente do Instituto de Segurança Social da Madeira, IP- RAM, Augusta Aguiar, presidiu ao  encontro de população sénior conjuntamente com a presidente da Casa do povo da Ilha, Elsa Marques e a representante da ADRAMA, Matilde Fernandes.

Na abertura, foi referido que “a Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, através do Instituto de Segurança Social da Madeira, tem por objectivo assegurar os direitos, interesses e espectativas da pessoa idosa”. Destacada foi também “a estratégia do Governo Regional da Madeira, consubstanciado pelo Plano Regional para o Envelhecimento Activo (PREA) 2016-2019, cujo objectivo principal é promover as condições inerentes à salvaguarda da qualidade de vida ao longo de todo o processo de envelhecimento, potenciado a saúde, a autonomia, a independência, a participação, a segurança e a realização pessoal dos cidadãos”.

Augusta Aguiar disse ainda que “ o Instituto de Segurança Social da Madeira, apoia, na presente data, nove Casas do Povo, num montante global anual superior a 380 mil euros”, estando ciente “da importância e grande contributo das Casas do Povo para a coesão social, com o trabalho meritório que as casas do povo da madeira vem desenvolvendo em prol dos seus associados, da população e das comunidades locais, através de um conjunto de iniciativas, muito contribuindo para o desenvolvimento sustentado da RAM”.

Este encontro contou com animação pelos utentes do Centro Municipal da Ribeira Funda, e do Grupo do ensino recorrente da Casa do Povo da Ponta Delgada.

Para finalizar, realizou-se o Teatro de Fantoches com a peça – “E se fossemos todos iguais”, da autoria do grupo Aquarela.

Já no dia de hoje, realizou-se uma visita guiada às exposições para Escolas, Associações e Casas do Povo. Às 14 horas houve cinema, com entrada livre, e a exibição do filme “José do Telhado”, com Virgílio Teixeira e Adelina Campos, um filme de Armando Miranda – 1917/2017(85min-1945).

Há várias exposições que permanecem patentes ao público: “A Joeira”, do artesão e historiador António Sousa (Casa do Povo de São Roque); uma mostra de Pintura com retratos e paisagens de Noé Cró; Troféus das actividades do concelho de Santana; “Baile de Máscaras…quando as cabaças se disfarçam”, da prof.ª Ana Freitas; e Brinquedos e Instrumentos Tradicionais, entre outras.