PCP quer audição a Humberto Vasconcelos por causa da seca e dos problemas da água de rega

O PCP também já veio a terreiro abordar os problemas da seca e seus impactos na agricultura da RAM. A situação, como se sabe, está a tornar-se preocupante a nível nacional, e também no nosso arquipélago.

Nas zonas da Caldeira e do Rancho, na freguesia de Câmara de Lobos, entre outros lugares, estão a surgir impactos negativos ao nível da agricultura, que geram protesto por parte dos produtores agrícolas face à falta de água e à falta de respostas e de apoios concretos do Governo Regional da Madeira, asseveram os comunistas.

“Porque já foram registadas alterações desfavoráveis para os agricultores na periodicidade do fornecimento da água de rega, porque os giros no serviço de água se tornaram mais prolongados, ante as deficiências de água e para compensar impactos desfavoráveis na qualidade dos produtos, os agricultores foram obrigados a acrescidos encargos na aquisição e fornecimento de água transportada para os terrenos agrícolas”, denuncia o PCP.

Quando é já muito sentida a deficiência da água no solo agrícola e uma vez que a falta de água para rega já provoca impactos sócio-económicos, com elevadas incidências negativas para as populações do mundo rural, com reflexos na agricultura da Região, justifica-se uma imediata intervenção pública face às necessidades criadas, considera o partido. Daí que os seus deputados com assento na ALRAM tenham decidido requerer uma audição parlamentar, visando proceder a uma análise dos problemas criados pela falta de água e pela seca agrícola, para os agricultores.

“Os agricultores já estão a ser confrontados com uma situação adversa que justifica uma actuação urgente do Governo Regional no sentido da concretização de medidas mitigadoras de danos e compensatórias de custos acrescidos”, defende o PCP, para quem “a gravidade da situação requer uma intervenção extraordinária da parte das entidades públicas, com os objectivos de prevenir evoluções ainda mais desfavoráveis para a agricultura, monitorizar e acompanhar o problema da seca, e concretizar apoios para haver um desagravamento da seca para os produtores agrícolas da Região”. O PCP quer ouvir sobre estes assuntos o secretário regional da Agricultura e Pescas, Humberto Vasconcelos.