Marinha promove seminário sobre operações de resgate em larga escala

 

 

A Marinha e a Autoridade Marítima, em articulação com o Serviço Regional de Protecção Civil, vão realizar um seminário de Mass Rescue Operations (operações de resgate em elevada escala) na Região Autónoma da Madeira.

Este primeiro seminário de operações de resgate em elevada escala, a realizar nos próximos dias 8 e 9 de Novembro, enquadra-se nas metas elencadas pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 160/2017 de 21 de Outubro, nomeadamente nos objectivos estratégicos de melhorar o conhecimento sobre os riscos, estabelecer estratégias para a sua redução, e melhorar a preparação face à sua ocorrência.

O desenvolvimento de acções em alinhamento com as recentes orientações estratégicas, teve início na RAM no primeiro trimestre do presente ano, com a realização de acções de formação das componentes operacionais de resposta a incidentes marítimos (Maritime Rescue Incident Groups), tendo até ao momento sido realizadas três edições do Curso de Aperfeiçoamento de Governo de Embarcações (CAGE), ministradas pela Escola da Autoridade Marítima (EAM), através do Núcleo de Formação Náutica (NFN), informa a Marinha.

A primeira acção de melhoria do conhecimento sobre os riscos ocorreu através da realização da Conferência sobre “Operações de Resgate em Elevada Escala”,  realizada a 25 de Setembro do corrente ano, que contou com uma forte adesão dos mais diversos sectores relacionados com a actividade marítima.

O seminário que em breve principiará insere-se já no objectivo estratégico de “Estabelecer estratégias para redução de riscos” e levará todas as entidades participantes a contribuir para uma estratégia de mitigação de fragilidades e redução do risco.

As operações de resgate em elevada escala são caracterizadas pela necessidade de assistência imediata a um enorme número de pessoas em situação de perigo iminente, de tal forma que as capacidades disponíveis das entidades responsáveis pela Salvaguarda da Vida Humana no Mar (SAR), são insuficientes, esclarece a Marinha.

A raridade e variedade deste tipo de incidentes condicionam a aquisição de conhecimentos e a adopção de procedimentos de resposta, pelo que reconhecimento do risco e a necessidade de afectar recursos para a componente de planeamento e treino de forma a permitir a criação de um plano de resposta articulado torna-se fulcral.

Dada a especificidade dos temas, este seminário é realizado por convite a todos os agentes de Protecção Civil, entidades do Sistema de Autoridade Marítima (SAM) e entidades com dever de resposta no âmbito das convenções internacionais de Busca e Salvamento Marítimo.

O objectivo final, declara a organização, é a criação de um Mass Rescue Plan (MRP) que permita garantir a activação, o empenho atempado, eficiente e coordenado de todos os meios disponíveis, em contexto de Operações de Resgate em Elevada Escala, para assegurar a salvaguarda da vida humana no mar, na faixa litoral e no Domínio Público Marítimo, assim como a mitigação dos riscos, coordenação das operações de remoção e preservação de evidências.