Madeira Film Festival Screenings: projecção única de “Una – Negra Sedução” no dia 4

Inserido no Madeira Film Festival Screenings, realiza-se a 4 de Novembro, pelas 21 horas, nos cinemas do Fórum Madeira, a projecção do filme “Una – Negra Sedução”, numa exibição única.

“…o que uma menina aos 13 anos pode oferecer a um homem mais velho além do seu corpo?” Una – Negra Sedução é um drama tenso e angustiante. É um olhar para o coração de uma forma devastadora de amor e a dúvida inquestionável sobre se algum dia a salvação será possível, refere a organização pronunciando-se sobre este filme de Benedict Andrews, baseado na peça de teatro Blackbird de David Harrower.

O filme conta com Rooney Mara, Ben Mendelsohn e Riz Ahmed.

“O meu principal objetivo ao realizar esta obra cinematográfica foi tentar olhar firmemente no coração de um relacionamento danificado e examinar o tecido cicatricial. Eu queria ficar desconfortavelmente perto dos personagens; Para investigar o nó de desejo, do abuso, da culpa e da saudade que os liga. Adoro verificar a intensidade claustrofóbica de um pesadelo, misturado com a tensa intimidade de um caso. Queria perceber profundamente a mente dos personagens, as memórias que os assombram, as contradições que os separam e os lugares que lhes destrói o coração”, referiu o realizador a propósito desta obra, que segue a vida de uma jovem mulher para recuperar seu passado.

Quinze anos antes, Una (Rooney Mara) fugiu com um homem mais velho, Ray (Ben Mendelsohn), um crime pelo qual ele foi preso e condenado. Quando descobre uma foto actual de Ray numa revista comercial, Una não consegue ter mais sossego e decide confrontar o passado e aparecer-lhe no local de trabalho. A sua chegada abrupta ameaça destruir a nova vida de Ray e descarrilar a sua estabilidade. Segredos nunca revelados e memórias enterradas retornam à superfície, enquanto Una e Ray atravessam os destroços do passado. Este confronto levanta questões sem resposta e anseios mal resolvidos que abala ambos e os vai deixar sem paz.  A jovem mulher só quer destruir o homem que a magoa mas também quer que ele a ame novamente… uma complexidade de sentimentos que nem ela própria consegue decifrar.

De acordo com alguma da crítica, “este filme expõe a cicatriz social e psicológica de um caso degradante e incómodo, trazendo uma jornada intensa e bem pensada por respostas da protagonista. Teve a coragem de buscar o controverso, com bons diálogos e cenas aprofundadas técnica e esteticamente, trazendo um grande desconforto para o espectador.”