Estepilha: Perder uma guerra não é perder uma batalha…

Rui Marote

Três generais destituídos, uma série de oficiais subalternos fuzilados e outros que desertam, não esperando pela ordem de serviço, adiantando-se para que as suas cabeças não rolem na praça pública.
Neste momento contam-se as espingardas, e uma nova recruta da Escola de Aplicação Militar da Quinta Vigia está prestes a inicia-se, sob a batuta do vice-chefe de Estado Maior das forças acantonadas na Avenida do Infante.
No tempo de recruta e especialização, leva-se pelo menos três meses para conhecer os cantos à casa, quanto mais estarem aptos a enfrentar o inimigo na batalha final em 2019. Até lá, o caminho não é fácil. Haverá golpes de mão e emboscadas. Vem aí o orçamento, traçando o armamento  a utilizar neste ano e meio.
Pelo que conhecemos do vice-chefe, das lutas travadas na Assembleia Municipal nos anos em que já era “bengala” do general de quatro estrelas, acautelem-se os majores generais, que não haverá misseis balísticos nem força aérea; só terão o material mínimo necessário  no terreno não faltando balas. No entanto, será necessário recolher os invólucros, sob pena de processo disciplinar.
As prioridades serão colmatadas. Cada major-general terá de gerir o seu orçamento com cabeça, tronco e membros, ou então arriscar-se-ão a carregar a mochila só com rações de combate.
O “inimigo”, pela fúria de vencer uma batalha, já começa a dar tiros nos pés. Pela cobiça, os seus generais dão sinais de intentonas e há quem já tenha nos bolsos as três estrelas. Mas o grande adversário, os serviços secretos, está infiltrado dentro do próprio exército, em acções de informação e contra informação. A casa cor-de-rosa vai ter de viver com o “adversário” camuflado dentro do seu quartel general. Não vai ser fácil promover a coronéis todos os insatisfeitos. Amanhã, o exército autarca e o exército governamental têm cerimonia de juramento.
Tanto na Madeira como no Porto Santo haverá cerimónias idênticas. Um novo ciclo começa, e as promessas ao povo começarão a ser contabilizadas nesta guerra…