Rodrigo Trancoso confiante na reeleição para presidente da Assembleia Municipal do Funchal

Tudo pode acontecer na próxima terça-feira, dia 17 outubro.

Ou os deputados municipais escolhem Rodrigo Trancoso para continuar a presidir aos destinos da Assembleia Municipal do Funchal ou escolhem Mário Rodrigues, o nome proposto pelo PSD.

A 1 de outubro último, para a Assembleia Municipal, a coligação Confiança elegeu 15 deputados. O PSD elegeu 12, o CDS 3 e a CDU, PTP e ‘Nova Mudança’ um deputado cada.

Ou seja, mesmo que haja uma ‘Aliança Democrática’ (AD) -PSD/CDS- o máximo que conseguem é empatar com os 15 deputados da Confiança. Como nas 10 Juntas também há um empate (5/5), em caso de AD, o voto decisivo estará nas mãos dos três pequenos CDU, PTP e ‘Nova Mudança’.

Sendo que, previsivelmente, a tendência de esquerda destas três forças políticas não quererá ver à frente da Assembleia Municipal um candidato de direita. Além disso, a abstenção de alguns deputados municipais também poderá jogar a favor do nome de Rodrigo Trancoso.

Contactado pelo Funchal Notícias, o atual presidente da Assembleia Municipal confirmou que há “contactos”, inclusivamente com o CDS, para que o seu nome seja ratificado pelo novo elenco da Assembleia Municipal. Mas não há nada acertado e “está tudo em aberto”, disse.