Paulo Rangel anuncia que não é candidato à liderança do PSD, Montenegro já tinha mostrado indisponibilidade

paulo rangel
Paulo Rangel fora da “corrida” à liderança do PSD.

São dois os possíveis candidatos inicialmente apontados para sucederem à liderança de Passos Coelho no PSD, que já vieram esclarecer que não vão entrar na corrida. Luís Montenegro já tinha avançado com essa indisponibilidade, mas agora foi Paulo Rangel, deputado europeu, que veio a público dizer que não é candidato alegando motivos familiares.

Estes dois nomes foram logo avançados como sendo candidatos da continuidade, o que desde logo colocou algumas dúvidas relativamente à mais valia ou ao “prejuízo” que representada estar na linha de continuidade de Passos. Sendo assim, os seguidores do ainda líder nacional terão que encontrar alternativa.

Fica, para já, confinada a Rui Rio a intenção clara de candidatura e uma intenção de Santana Lopes, o eterno candidato, de vir uma vez mais a entrar nessa luta interna.

O PSD encontra.se numa fase de grande tensão interna, em função dos resultados das autárquicas, mas o anúncio de não recandidatura de Passos Coelho veio clarificar oi caminho para o futuro do PSD. Do PSD e de Rui Rio, que há muito já vinha “amadurecendo” a ideia e reunindo apoios.