Sara Madalena “fiel da balança” na Ponta do Sol recusa coligações mas admite negociar

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Sara Madalena, eleita vereadora do CDS/PP na Câmara da Ponta do Sol, terá papel decisivo no desempate.
Logo 1 de outubro
Logotipo José Alves

Sara Madalena, candidata do CDS/PP na Ponta do Sol, passa a ter um papel determinante na definição das políticas do concelho, uma vez que estando PS e PSD empatados no número de vereadores, cabe aos centristas o desempate.

A candidata centrista deixa claro: “Não aceitaremos “coligações” com qualquer partido, porque continuamos com o nosso projeto próprio , mas estaremos disponíveis para negociar e colaborar sempre que o resultado seja o que considerarmos ser o melhor para a nossa terra”.

Quanto aos resultados, que deram a mudança de liderança no concelho, do PSD para o PS, com Célia Pessegueiro à frente, Sara Madalena lembra que “o CDS-PP teve um grande papel nessa mudança e embora os resultados tenham ficado aquém dos nossos objetivos, foi o melhor resultado de sempre deste partido na Ponta do Sol, elegemos um vereador, porque embora já tenha existido uma vereação em 1993, tratava-se do antigo Presidente da Câmara pelo PSD, pelo que esta é a primeira vereação “pura” do CDS”.

Reconhece o caráter decisivo da ação do CDS/PP, atendendo ao facto do PS não ter reunido a maioria absoluta. “O nosso partido será decisivo para a direção dos destinos dos pontassolenses e essa é uma vitória nossa e da nossa terra”, afirma a candidata.