Líder do PS-Madeira põe em causa “legitimidade” de Albuquerque para continuar a governar

carlos pereira
Carlos Pereira diz que Albuquerque “deve refletir” sobre estes resultados “catastróficos para o PSD-M”

Logo 1 de outubro

O líder do PS-Madeira questionou hoje se o PSD “tem legitimidade para continuar a governar a Madeira” em função dos “resultados catastróficos”. Carlos Pereira diz que “o PSD tem muito poucas condições para afirmar o projeto político e defender os interesses do povo da Madeira”.

Carlos Pereira sublinha que “a partir de hoje, 1 de outubro, aquilo que foi a renovação, diria mesmo falsa renovação, caíu. O PSD teve o pior resultado de sempre e, quando há oito anos tinha dez câmaras, passou hoje para três. E isto merece uma reflexão do povo da Madeira, mas sobretudo merece reflexão do PSD e do presidente do PSD”. Lembra que “temos um governo que é suportado por um partido que teve uma derrota categórica nestas eleições, que teve uma derrota copiosa.  Parece-me evidente que o senhor presidente do PSD_Madeira deve fazer uma reflexão sobre se ainda tem legitimidade para governar a Madeira e se tem condições para continuar a defender o povo da Madeira”.

Reforça que estes resultados representam “mais um passo dado na mudança política na Região, para a qual o Partido Socalista tem dado um contributo importante”, afirmando ainda que “O PSD não está em condições para apresentar um projeto para a Madeira”.

Nas declarações da noite eleitoral, o líder socialista madeirense enalteceu as vitórias do PS em quatro câmaras, Funchal, Machico, Porto Moniz e Ponta do Sol, felicitando os candidatos “em autarquias importantes”.