Orquestra Clássica dá concerto domingo (18h00) para assinalar Dia Mundial da Música

No Dia Mundial da Música, 1 de outubro, próximo domingo, a Orquestra Clássica da Madeira (OCM) dará um concerto, pelas 18:00, no Teatro Municipal Baltazar Dias.

Neste regresso do maestro Maxime Tortelier à Orquestra Clássica da Madeira, o auditório poderá assistir à interpretação de duas obras de referência dos programas sinfónicos de eleição do grande público. Do inglês Edward Elgar, uma das obras mais importantes da sua criação. As variações Enigma, obra esta composta no virar do século XIX (1899), apreciada não só pela sua forma como também pelas características da sua orquestração, entra pela primeira vez e de forma especial no repertório da nossa orquestra.

Como obra concertante, pelas mãos da jovem e premiada Vanessa Benelli o concerto nº1, Op.11 para piano e orquestra de Chopin.

Vanessa Benelli, que é Artista Steinway, vive neste momento uma carreira fulgurante, tendo sido aclamada pela crítica e aplaudida nas principais salas de concerto da Europa assim como da América do Norte e da América Latina.

Desde muito cedo que o seu talento foi reconhecido por figuras de destaque do panorama internacional tais com o pianista Pascal Rogé que a descreve como “o talento musical mais natural que encontrei em toda a minha vida”, o violetista e maestro Yuri Bashmet ou o compositor Karlheinz Stockhausen, o que a levou a apresentar-se com relevantes orquestras da atualidade, tendo também gravado para a etiqueta DECCA.

“A sua estreia com a Orquestra Clássica da Madeira representa para nós aquilo que nos guia em termos de conceção da nossa temporada que é a possibilidade de através das grandes obras de referência da composição musical, podermos presentear o nosso público com solistas e maestros de indiscutível mérito reconhecido”, revelou  o diretor artístico da OCM, Norberto Gomes.