Rubina Leal diz que vai criar o “simplex” no Município para agilizar licenciamentos

Um comunicado da candidatura de Rubina Leal à Câmara Municipal do Funchal nas eleições autárquicas de 1 de Outubro refere que a candidata social-democrata deparou com “lealdade, afectos e incentivos”  durante a acção política empreendida esta manhã junto da população e junto dos comerciantes na baixa funchalense.

A candidata do PSD à CMF saiu da sede de campanha em direcção à Rua do Aljube. “Os populares, conhecidos e amigos diziam: “Parabéns Rubina, sei que vais lá chegar”; “sei o que é melhor para a cidade, é por isso que vou votar em si! Não tenha dúvidas”, refere a nota de imprensa.

Ao entrar nas lojas de comércio tradicional, Rubina Leal ouviu algumas queixas: “Estou há três anos à espera do licenciamento da Câmara para colocar um toldo. Coloquei o toldo há uns meses e vieram retirá-lo. Não percebo porque é que os meus ‘vizinhos’ podem ter toldo e eu não?”, dizia um . Outros comerciantes continuavam: “Parece que nos querem dificultar a vida”.

“Que mude para melhor”; “O meu voto é seu, porque sei que se preocupa com todos”, foram, segundo o PSD, algumas das frases que Rubina Leal ouviu, agradecendo palavras de incentivo e “respondendo aos abraços com abraços”.

Já no que concerne aos comerciantes e às suas reivindicações, respondeu prometendo a agilização dos processos de licenciamento para os estabelecimentos comerciais.

“No Município vou criar o ‘simplex’”, prometeu, “o que irá permitir uma maior celeridade nos processos de licenciamento. Não é admissível que se fique à espera durante três anos sem uma resposta”, disse, sublinhando que é uma mulher de acção e que irá agilizar as questões que o actual executivo deixou pendentes ao longo destes quatro anos de mandato.