ARAE intervém na Região relativamente à segurança alimentar

A Autoridade Regional das Actividades Económicas (ARAE), na sequência de notícias veiculadas em vários órgãos de comunicação social, relativas a um produto alimentar cuja rotulagem não estava em conformidade legal, no que concerne à informação nutricional, podendo, inclusivamente, induzir em erro os consumidores e, bem assim, colocar em causa a saúde pública – particularmente no caso dos consumidores com diabetes – procedeu, em articulação com a ASAE e a IRAE – Açores, à notificação dos representantes da marca, dos distribuidores e retalhistas, a nível nacional, para que procedessem à imediata retirada do produto do mercado, em todos os estabelecimentos comerciais desta Região, refere uma nota oriunda da Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura.

“Na mesma informação, a ARAE solicitou que estes procedessem à notificação dos seus clientes, de modo a que esta orientação fosse seguida como medida cautelar, preventiva e de salvaguarda da saúde pública e segurança dos potenciais consumidores”, informa-se ao público.

Paralela e subsequentemente, a ARAE efectuou iniciativas de averiguação junto de alguns estabelecimentos comerciais, por amostragem, de modo a aferir do cumprimento da ordem de retirada do produto do mercado da Região, não se tendo verificado, até à data, quaisquer incumprimentos nesse âmbito, refere a secretaria da tutela.

Em causa está a retirada de vários supermercados portugueses de embalagens de batatas fritas Lay’s, cujas embalagens continham erros tipográficos, que reduziam o valor dos hidratos de carbono para um sexto do valor real.