Funchal anunciou candidatura ao Programa LIFE

A Câmara Municipal do Funchal anunciou hoje a candidatura ao Programa LIFE, um instrumento financeiro da Comissão Europeia para a execução, actualização e desenvolvimento das Políticas e Estratégias Europeias na área do Ambiente. A candidatura do Funchal é feita em parceria com a Universidade da Madeira e prevê, em específico, a protecção da sorveira, ou Sorbus madeirensis, uma espécie endémica da Região que, em 2010, foi severamente afectada no concelho, em consequência do incêndio florestal que afectou o Funchal, refere um comunicado. O projecto, cujo orçamento ultrapassa os 1,2 milhões de euros, deverá ter início em Setembro de 2018 e encerramento em Agosto de 2023.

A vice-presidente da CMF, Idalina Perestrelo, apresentou a candidatura, que considerou “um passo muito importante no que diz respeito à conservação da nossa Natureza, o que é uma responsabilidade tanto das autarquias, como da Academia, cabendo-me louvar aqui esta conjugação de vontades com a UMa, que nos une hoje, mais uma vez.” Na companhia de Miguel Sequeira, da UMa, Idalina Perestrelo concluiu que “não devemos olhar a esforços no sentido de conservar, conhecer e proteger o nosso meio Ambiente, mas também temos de ter coragem de ser pioneiros na resolução de problemas. É essa dianteira que a Câmara Municipal do Funchal voltará a assumir.”

A espécie em questão está classificada pela União Internacional para a Conservação da Natureza como criticamente ameaçada, pelo que era urgente a criação de um plano de acção que visasse a sua conservação, bem como das comunidades florísticas associadas ao seu habitat, aumentando, consequentemente, o conhecimento existente da sua ecologia, diz a CMF. Desta forma, a edilidade avança com mais esta importante iniciativa a nível ambiental, que contará com o apoio expresso de mais de cerca de duas dezenas de entidades públicas e privadas. Entre estas, refira-se o apoio da Fundação finlandesa Marta Gertrud Schon, que faz parte do Conselho Científico desta candidatura e já doou hoje ao Município os primeiros exemplares da respectiva espécie, uma oferta simbólica no lançamento da candidatura. A presidente da Fundação, Arja Kempainen, esteve presente nos Paços do Concelho, para o efeito.

A Sorbus madeirensis é uma espécie endémica da Madeira que ocorre em zonas rochosas de grande altitude, existindo actualmente apenas duas populações naturais na Madeira. Uma delas está localizada na área do Parque Ecológico do Funchal, nas imediações do Pico dos Melros, a cerca de 1600m de altitude. Em 2010, o efectivo populacional desta espécie foi severamente reduzido em consequência do incêndio florestal de grandes proporções que afectou cerca de 95% da área do Parque Ecológico.

Neste contexto, o Município do Funchal avança para uma candidatura ao Programa LIFE, enquanto instrumento financeiro comunitário, centrado exclusivamente na área do Ambiente, e que visa contribuir para a execução e o desenvolvimento das políticas e estratégias nas vertentes do ambiente e eficiência de recursos, natureza e biodiversidade.

Esta é mais uma iniciativa “pioneira e de grande escala” na área ambiental, levada a cabo pelo executivo de Paulo Cafôfo, e entre as quais também se destaca a adesão ao projecto Climadapt.Local, do Ministério do Ambiente e que fez do Funchal “a primeira cidade da Região a ter uma Estratégia Municipal para fazer face às alterações climáticas”. Igualmente anunciados estão o levantamento da Pegada Ecológica do Município, outro trabalho que nunca foi feito na Região, e que vai contabilizar todos os gastos de consumo da autarquia, bem como a reflorestação de 400 hectares do Parque Ecológico, na sequência da aprovação de uma candidatura no valor de 1,4 milhões de euros pela Autoridade de Gestão do PRODERAM 2020 – Programa de Desenvolvimento Rural da Região Autónoma da Madeira, com o intuito de reparar os danos causados ao Parque Ecológico do Funchal nos incêndios do passado Verão.

As instituições que subscreveram a declaração de apoio ao Município para a candidatura ao Programa LIFE são as seguintes:

  • IFCN;
  • SPEA;
  • Associação dos Amigos do Parque Ecológico;
  • Associação Astrónomos da Madeira;
  • Corpo Nacional de Escutas;
  • Associação Atletismo RAM;
  • Colossal Adventure-Anim. Turística;
  • Amigos da Natureza;
  • Harmony in Nature;
  • Escola Ribeiro Domingues Dias;
  • Escola Eleutério Aguiar;
  • Full Experience;
  • Junta Freguesia Imaculado Coração Maria;
  • Madeira Adventure Kingdom;
  • FreeRide Madeira;
  • te