Cartaz de Cafôfo não poupa fontanário de Santa Maria Maior recuperado em nome do património histórico

Foto FN.

A Câmara Municipal do Funchal, em articulação com as juntas de freguesia do concelho, investiram na oportuna recuperação de alguns dos fontanários da cidade do Funchal que são uma referência histórico-cultural e que estavam degradados. Mas eis que, em tempo de pré-campanha eleitoral, nem estes importantes espaços da memória cultural urbana escapam à poluição eleitoral por quem justamente investiu na sua recuperação e quer “olhar pelas pessoas”.

É caso para dizer que nem os fontanários escapam à colocação de cartazes eleitorais numa espécie de “vale tudo”. O FN foi alertado para o facto de o cartaz da candidatura da Confiança, que tem por cabeça de lista o atual presidente da Câmara do Funchal, estar a decorar o fontanário da pitoresca rua do Lazareto, na freguesia de Santa Maria Maior.

A colocação de cartazes eleitorais tem regras claras que são conhecidas pelos candidatos. A preservação dos espaços histórico-culturais impõe-se e “olhar pelas pessoas” significa também preservar a memória histórica das mesmas pessoas, porque lugares é que não faltam na urbe para as candidaturas veicularem a sua mensagem eleitoral.  Lapso ou não, da chancela da máquina autárquica da coligação que Cafôfo encabeça, há que livrar estes espaços dos adereços políticos, mesmo em tempo de acérrima disputa eleitoral.