Pedro Coelho garante que vai devolver 40% do IRS a quem tem direito, num valor total de 155 mil euros

O município de Câmara de Lobos veio hoje garantir que vai devolver 40% do IRS a que tem direito por via das Lei de Finanças Regionais aos contribuintes de Câmara, num valor total de 155 mil euros. Foi no decorrer de uma iniciativa que teve lugar no mercado da localidade, onde foram distribuídos os manifestos da sua candidatura, que o actual edil, Pedro Coelho, que se recandidata, sublinhou que, além dos 20% devolvidos neste ano, o executivo vai apresentar ainda no mês de Setembro uma proposta para aumentar essa devolução para 40%. Uma realidade que, salientou, pode ser comprovada nas notas de liquidação correspondentes aos anos de 2017 e 2018.

“Fazemos isto sem comprometer o orçamento municipal e porque tivemos uma gestão coerente, uma gestão responsável, que diminuiu o serviço da dívida, diminuiu os encargos financeiros e, por essa via, conseguimos devolver IRS e dinheiro a quem efectivamente paga IRS em Câmara de Lobos”, asseverou,

Mas esta, salienta o PSD, não foi a única medida amiga dos contribuintes. Também neste mandato, o município reduziu, por três vezes, a taxa de IMI, sublinha-se.

A estratégia para os próximos quatro anos está plasmada no manifesto que está a ser distribuído à população e estão assentes em “ideias claras e projectos concretizáveis”, diz Pedro Coelho.

“Gostaria de relembrar que nestas eleições, mais do que partidos, o que está em causa é escolher aqueles que são os mais capazes e melhor preparados para governar o município e as suas cinco freguesias”, destacou.

No manifesto, são apresentados todos os candidatos e também o mapa com a avaliação dos últimos quatro anos de governação autárquica. “Com este manifesto, as pessoas podem avaliar aquela que foi a nossa gestão nos últimos quatro anos e verão que muito daquilo que prometemos, nós concretizámos”, afirmou Pedro Coelho. Além disso, reúne os compromissos para o próximo mandato, divididos por quatro áreas: intervenção social e coesão; valorização do capital humano; planeamento e ordenamento do território; economia, turismo e desenvolvimento local.