Candidatura do CDS/PP na Ponta do Sol denuncia estrada perigosa, passagem aérea que “ninguém usa” e insegurança das “bolas de cimento”

IMG_2491
A candidatura do CDS/PP chama a atenção para o perigo das bolas de cimento e a altura do muro.

A candidata do CDS/PP à Cãmara da Ponta do Sol mostra-se preocupada com a segurança das pessoas, no Lugar de Baixo e na Vila da Ponta do Sol, considerando por exemplo “a estrada que atravessa o sítio do Lugar de Baixo, agora via expresso, é das mais perigosas para peões do concelho e a que apresenta o maior índice de mortes por atropelamento naquele município”.

IMG_2481
A passagem aérea que não é utilizada.

Sara Madalena lembra que “há alguns anos foram construídas duas passagens aéreas, uma entretanto destruída aquando da construção da famigerada Marina do Lugar de Baixo, outra que subsiste junto aos restaurantes”, sublinhando que “ninguém passa por lá”, além de que “se o transeunte se locomover de cadeira de rodas ou em carrinho de bebé, a opção é inviável”.

IMG_2486
Sara Madalena alerta para situações que põem em causa a segurança das pessoas na Ponta do Sol.

A este propósito, a candidatura do CDS-PP Ponta do Sol sugere a instalação de “duas passadeiras com semáforos, que não só fariam a velocidade dos automóveis ligeiros baixar, aumentando a segurança das pessoas, como a dos veículos pesados, evitando a trepidação nas casas e o seu desgaste”.

Outra situação que a candidatura CDS-PP Ponta do Sol chama a atenção é “a degradação e insegurança das bolas de cimento com correntes que decoram a marginal da Vila de Ponta do Sol, mas não oferecem qualquer segurança, tendo mesmo havido um acidente grave, há muitos anos, com três jovens da terra. A parte junto à ribeira está extremamente perigosa, sobretudo para crianças, mas também para adultos. Idêntica questão se passa na estrada que liga as escadas do estacionamento da Câmara ao edifício da mesma, em que o muro que ladeia a estrada é demasiado Baixo para a altura que vai da estrada à ribeira”.