Emanuel Câmara criticou Rubina Leal e Nivalda Gonçalves pelo “abandono” dos bairros sociais no Porto Moniz e Seixal

O candidato do PS à Câmara Municipal do Porto Moniz, Emanuel Câmara, abordou, esta manhã, em conferência de imprensa, o “profundo trabalho de recuperação” do património do Porto Moniz, dando como exemplo a antiga escola do município, como também a antiga praça do peixe, entre outros.

Depois de todo o esforço que considera ter sido feito por parte da Câmara Municipal que lidera, Emanuel Câmara sublinhou que “a única nódoa” são as más condições dos bairros sociais na vila do Porto Moniz e no Seixal, os quais, acusou, foram abandonados por parte do Governo Regional.

Emanuel Câmara acusou Rubina Leal e Nivalda Gonçalves de terem abandonado a população dos respectivos bairros, aquando das suas funções no executivo madeirense, referindo por isso que as mesmas não souberam resolver um problema que era da sua da responsabilidade, demonstrando, mais uma vez, a incapacidade do Governo madeirense em gerir as áreas que são da sua responsabilidade.

Enquanto autarca, lamentou também o facto de ter chamado à atenção, durante os últimos anos, através de reuniões quer com a  secretária regional da Inclusão e Assuntos Sociais, Rubina Leal, quer com a presidente da Investimento Habitacionais da Madeira, Nivalda Gonçalves, para a falta de condições dos bairros sociais no Porto Moniz e de estas nada terem feito.