Sindicato de Hotelaria rejeita números referentes aos custos com o pessoal do sector

O Sindicato da Hotelaria emitiu uma nota na qual se refere a uma notícia surgida hoje na comunicação social referente aos custos com o pessoal do sector. Esta estrutura sindical vem contestar a dita, pois a mesma “não revela a forma dos números”.

“Quanto ao número de trabalhadores, estão incluídos trabalhadores de empresas de trabalho temporário e de outsourcing que trabalham na hotelaria, mas não são da hotelaria”, refere o comunicado do Sindicato.

Quanto ao valor anual referido de 16.507, 81 euros, se dividirmos pelos 14 meses, temos um valor mensal de 1179, 12 euros. Se tivermos em conta que está incluído os 23,75% da TSU paga pelas entidades patronais sobre o salário dos trabalhadores, temos que o salário médio do trabalhador fica nos 899,04 euros mensais”, salienta o Sindicato.

A estrutura dirigida por Adolfo Freitas conclui salientando ainda que este valor nem sequer reflecte a maioria dos trabalhadores, dado que mais de 60% dos mesmos “recebem muito abaixo deste valor e para quem tiver dúvidas sobre os salários dos trabalhadores, o mesmo pode ser consultado no JORAM, III Série, nº 20 de 21 de Outubro”.