PS-M apresenta-se como “única alternativa” para a governação da Ribeira Brava

O PS-M esteve hoje na Ribeira Brava para a entrega das listas. O líder do partido na RMA, Carlos Pereira, criticou a actual gestão do executivo ribeirabravense e as propostas apresentadas às autárquicas, considerando a situação “muito grave”.

“Só do PSD, existem três candidaturas: a oficial; a candidatura do PSD que tem como símbolo o JPP; e uma outra candidatura também do PSD que é apelidada de movimento de cidadãos”, criticou.

“Estas três candidaturas que têm origem no mesmo partido mostram bem o estado em que tem sido governada a Ribeira Brava, um estado de instabilidade que não resolve os problemas das pessoas. O PSD está totalmente concentrado nas suas guerras internas e não está a pensar naquilo em que devia pensar, nas pessoas e nos problemas da Ribeira Brava”, acusou ainda.

Para Carlos Pereira, a candidatura do PS, protagonizada por Alano Gonçalves, é a única alternativa de estabilidade que se coloca hoje à Ribeira Brava.

Este, por seu turno, salientou que a sua é “uma lista renovada, com capacidade e vontade de vencer estas eleições e, sobretudo, de mudar a Ribeira Brava, que “precisa de ser alterada no seu modo de pensar e agir, motivando o seu crescimento económico e garantindo um concelho atractivo para as pessoas e para as empresas”, capaz de retirar a Ribeira Brava do marasmo em que tem passado, considerou, os últimos doze anos.