JP-Funchal debate amanhã Discriminação Sexual nas Escolas

Amanhã, sábado, dia 29 de julho, a Juventude Popular do Funchal (JP Funchal) organiza uma palestra em colaboração com a Associação Rede Ex Aequo subordinada ao tema “Combate à Discriminação Sexual nas Escolas” que se realizará na sede regional do CDS-PP Madeira, na Rua da Mouraria, nº 1.

A JP Funchal considera que “o espectro político de direita, pela sua apetência pela defesa das liberdades económicas, deve ser também um garante das liberdades sociais dada a forte correlação que estas liberdades têm entre si”.

Esta organização política de juventude acredita numa direita claramente identificada com a célebre frase de Margaret Thatcher: “Alguns socialistas acreditam que as pessoas devem ser números num computador estatal. Nós acreditamos que eles são indivíduos. Graças a Deus, ninguém é igual a ninguém e todos temos o direito de ser diferentes, mas para nós cada ser humano é igualmente importante”.

De acordo com Pedro Pereira, presidente da JP Funchal, e à semelhança do que disse recentemente a presidente nacional do CDS, Assunção Cristas, não há espaço na Democracia-Cristã para qualquer tipo de discriminação.

Na opinião do presidente da concelhia, este tema “reverte-se de enorme importância para a promoção de uma escola mais integradora que promove a compreensão e um ambiente propício a que qualquer aluno se sinta confortável e assim possa atingir todo o seu potencial académico e humano”.