Carlos Pereira acusa PSD de responsabilidade pelos impostos altos que os madeirenses pagam

O presidente do PS-M, Carlos Pereira, lamentou hoje que os madeirenses sejam os que mais impostos pagam em Portugal. “Apesar do Plano de Ajustamento Económico e Financeiro (PAEF) ter terminado há dois anos, o Governo Regional da Madeira, liderado por Miguel Albuquerque fez promessas de redução de impostos”, disse, sublinhando que o PAEF foi responsabilidade do PSD e do PSD/M.

Esta situação, refere este responsável partidário, foi consequência do descalabro financeiro ao qual o PSD “conduziu a Madeira”.

“O PAEF acabou há dois anos e a Madeira e os madeirenses continuam a ser a Região do País onde se pagam mais impostos, tornando a vida dos madeirenses num autêntico sufoco”, declarou.

Além disso, o dirigente socialista refere que os impostos continuam a ser elevados na Madeira, e que esta continua a bater recordes de receita fiscal ano após ano.

“Os madeirenses pagam mais para os cofres da Região, simplesmente para pagar a dívida maldita que este Governo contraiu. Este governo do PSD. Os governos do PSD, se preferirem”, sublinha, realçando que “sem investimento ou com investimento muito baixo”.

Como consequência disso, Carlos Pereira salienta que a Madeira continua sem um plano de apoio social, nomeadamente para os que passam dificuldades, “sem um tostão ou um euro que seja”, e sem subsídios de desemprego, nos casos em que estão nessa condição “há mais de um ano e meio”. “São mais de dez mil pessoas madeirenses nesta situação”.

“O Governo Regional continua a fingir que não tem de fazer algo sobre esta matéria, continua a mentir aos madeirenses sobre as razões pelas quais não reduz os impostos. O que nós temos hoje, infelizmente, é uma política do PSD-M que segue basicamente a política do Passos Coelho. Há, neste momento, um enorme elefante a meio da sala que é influência de Passos Coelho sobre o PSD-M e que o PSD finge não ver. Aí trai de forma verdadeiramente ignóbil os madeirenses”, acusa.

Carlos Pereira compara a situação com o que se passa nos Açores, em que se pagam em média “menos mil euros por ano”, comparativamente ao que pagam os madeirenses. Ora, “os madeirenses estão a ser traídos por estes impostos do PSD, que são muito altos, demasiado altos, de maneira que ninguém compreende sequer como é que é possível que os Açores e as pessoas que lá residem paguem em média menos mil euros por ano do que os madeirenses”, disse, acrescentando que a situação tem de acabar e isso só acontece tirando “estes senhores” da governação.