CDS pretende que SESARAM reconheça título de enfermeiro especialista

O grupo parlamentar do CDS-PP na ALRAM apresentou no parlamento regional um projecto de resolução que visa o reconhecimento, no SESARAM, do título de enfermeiro especialista.

Conforme refere o projecto centrista, o exercício da enfermagem rege-se por um conjunto de legislação e regulamentos, no sentido de proporcionar os melhores cuidados assistenciais aos utentes que deles necessitam. Um exercício que se faz no âmbito da prestação de cuidados gerais de enfermagem, mas também na prestação de cuidados diferenciados, em diferentes especialidades, por parte de enfermeiros especialistas.

Estas valências de especialidade, realça o CDS, resultam de um programa específico e certificado de formação que habilita o enfermeiro a prestar cuidados que vão para além dos cuidados gerais.

“No Serviço Regional de Saúde da Região (SESARAM) trabalha um conjunto de enfermeiros especialistas, com esta habilitação e certificação, o que sem dúvida constitui uma mais-valia. No entanto, as entidades não reconhecem, nas suas diversas valências, essa especialização, nomeadamente no plano laboral, o que constitui um desincentivo à diferenciação e especialização nos cuidados em enfermagem”, refere o partido.

A Ordem dos Enfermeiros, constatando que o SESARAM não valoriza esta questão nem tem sido receptivo à devida dignificação profissional, instou, através do seu Bastonário, a que a Secretaria Regional da Saúde da RAM corrija a situação, deixando de se justificar em restrições orçamentais e desculpas do foro legislativo de que ela própria é responsável, sublinham os centristas. 

Por isso o projecto de resolução do CDS pretende que a Assembleia Legislativa da Madeira, no âmbito das suas competências, recomende o reconhecimento do título de Enfermeiro Especialista no SESARAM, nomeadamente nos seus aspectos laborais, de carreira e remuneração.

Recorde-se que este tema está na ordem do dia, já que ainda esta semana ocorreu uma greve dos enfermeiros especialistas.