Judo madeirense tem mais três cintos negros; outros três ascenderam a 2º Dan

Foto Paulo Freitas

De acordo com um comunicado da Associação de Judo da Região Autónoma da Madeira, esta modalidade de origem japonesa tem, na Madeira, mais novos cintos negros. O exame realizou-se no dojo (local de treino) da AJRAM, no dia 2 de Julho, e os examinadores foram os mestres César Nicola da Comissão Nacional de Graduações, Francisco Rodrigues e Eduardo Costa.

Os judocas graduados em 2º Dan (2º nível de cinto negro) foram Duarte Adolfo, Marco Matos e Paulo Freitas, do Judo Clube da Madeira. Para 1º Dan, foram graduados Beatriz Caires, do Judo Clube da Madeira, e Diogo Rodrigues e João Fernandes, do Clube Naval do Funchal.

Os exames, segundo a AJRAM, baseiam-se na demonstração de capacidades técnicas e no acumular de conhecimentos que o praticante vai progressivamente adquirindo ao longo da sua carreira desportiva.

“Os valores morais, a mestria técnica e a participação nas provas desportivas são o objectivo normal do ensino e da dedicação ao estudo técnico e ao treino, donde a graduação simboliza os valores do Espírito e do Corpo”, refere um comunicado de imprensa.