Martinho Câmara admite reforçar verbas para as juntas de freguesia do concelho da Calheta

O candidato do CDS-PP Madeira à Câmara da Calheta assumiu esta terça-feira reforçar as verbas destinadas às juntas de freguesia, se vier a ser o próximo presidente da autarquia. Martinho Câmara falava na Ponta do Pargo, onde contactou as populações locais na companhia do actual presidente da Junta, Manuel da Costa, que se recandidata ao cargo.
O vereador e candidato à Câmara fez referências elogiosas ao trabalho realizado por Manuel da Costa à frente da Junta, considerando-o “um homem de princípios, uma pessoa séria, que está sempre junto das populações e tem resolvido os problemas de forma exemplar”.
Martinho Câmara fez depois menção ao trabalho da autarquia e do Governo Regional, afirmando que passam os primeiros três anos a fazer promessas e depois de pouco ou quase nada terem feito, apresentam mais um rol de promessas em cima das eleições.
“O senhor secretário veio à Calheta, nas celebrações do Dia do Concelho, anunciar obras no valor de 70 milhões de euros e eu pergunto: tem mesmo esse dinheiro para investir? E porquê só agora? Tinha o dinheiro guardado? Apareceu de repente? Será que vai mesmo cumprir com as promessas que fez?”, questionou.

Martinho Câmara afirma que a sua forma de estar na política não se compagina com a prática corrente, e por isso garante que o seu projecto de candidatura olha para o concelho de forma homogénea, com igual atenção para todas as freguesias,durante todo o ano e não apenas em ano de eleições, realça um comunicado do CDS.