Junta de São Roque quer que CMF recupere campo de jogos da Penteada

Foto Google maps.

A junta de freguesia de São Roque, no Funchal, voltou a insistir esta sexta-feira na necessidade de requalificar o campo desportivo da Penteada de forma a poder ser utilizado pelo Grupo Desportivo Azinhaga e Laranjinhas Sport Club.

O polidesportivo que existe junto ao Mercado da Penteada não só é de reduzidas dimensões como já acusa o peso da idade, daí que o presidente da junta de São Roque, Pedro Gomes, reclame um investimento no local por parte da autarquia.

“A Penteada tem um campo de dimensões reduzidas e com poucas condições, por isso seria importante ampliá-lo e colocar um piso de relva sintética para que pudesse ser usado condignamente pelos atletas e jovens da freguesia”, defendeu Pedro Gomes, acrescentando que o custo desta requalificação não será elevado.

Lembrando que a freguesia apenas possui um recinto para a prática de futebol (o Campo de São Roque), e que, por não ter cobertura inviabiliza a sua utilização durante o Inverno, o autarca nota que existem dois clubes na freguesia com intensa actividade desportiva e que mobilizam bastantes jovens. Por isso, pretende que o campo, após as necessárias obras de requalificação, seja entregue ao Azinhaga e ao Laranjinhas, para poderem desenvolver a prática desportiva, especialmente junto das camadas mais jovens.

“Este campo sendo transformado para futebol e com piso sintético adequado, seria uma mais-valia para a freguesia, que passaria a contar com um recinto com dimensões razoáveis para a prática de desporto”, sintetizou, durante uma visita à Penteada, no âmbito da iniciativa ‘Sítio a Sítio’, que tem deslocalizado semanalmente os serviços da junta de freguesia para vários pontos de São Roque.

A iniciativa tem permitido agilizar procedimentos e ir ao encontro das preocupações da população. Tanto, que muitos dos problemas sinalizados, como acessos e vereadas de difícil circulação, têm sido solucionados.

“Decidimos hoje [sexta-feira] nos instalar no Mercado da Penteada, por ser uma zona de grande afluência de população, pois é uma das centralidades da freguesia”, disse Pedro Gomes, adiantando que trata-se de um dia especial para aquela localidade, com a realização de mais uma edição das Marchas Populares.

Desde a primeira hora, que a junta de freguesia de São Roque tem colaborado com o evento, apoiando a Associação Recreativa do Galeão, e este ano não fugiu à regra.

“Nós vamos estar aqui até o final do dia, para darmos todo o apoio a nível da animação musical e na colaboração com a Associação Recreativa do Galeão, que irá também integrar as marchas”, revela.