MPT denuncia Porto da Cruz “votado ao abandono”

Os candidatos do MPT visitaram a freguesia do Porto da Cruz, acompanhados pelo presidente do MPT Madeira e depararam-se com uma freguesia votada ao abandono, diz uma nota de imprensa.

O partido traça um cenário negro: “estradas encerradas e outras que serão encerradas em breve, correio e banco encerrados, prédio da Santa Casa da Misericórdia transformado em arrecadação, Centro Cívico a “Restaurante da Macarronada”, piscinas fechadas, comerciantes desprezados e deixados à sua sorte”, enumeram.

“Constatámos que esta freguesia foi abandonada, quer pelo Governo Regional quer pela Câmara Municipal de Machico. O desprezo é tanto que o Partido da Terra quer saber quem tramou o Porto da Cruz”, afirma esta força política, apelando à população da freguesia para que no próximo dia 1 de Outubro mostre o seu descontentamento pelas políticas levadas a cabo pelo governo Regional, pela Câmara Municipal e Junta de Freguesia.

O MPT diz estar a ponderar promover uma iniciativa, “fechando a via rápida à circulação automóvel naquela localidade, para que dessa forma as gentes do Porto da Cruz sejam ouvidas. Não podemos esquecer que as festas de Verão aproximam-se e que uma vez mais quem ficará a perder é a população da freguesia”.