CDS reúne com APD e anota necessidades dos deficientes e questões de acessibilidade

O candidato do CDS-PP à Câmara do Funchal tem vindo a reunir-se com as organizações sociais e associais com o objectivo de sinalizar necessidades e prioridades, no âmbito do seu projecto de candidatura à autarquia do Funchal, refere aquele partido.

Esta manhã, Rui Barreto reuniu-se com o presidente da Associação Portuguesa de Deficientes da Madeira.

Desse encontro de trabalho resultaram questões importantes que o candidato anotou:

Envio de um requerimento para a Assembleia Municipal do Funchal a interpelar o presidente Paulo Cafôfo pelo “mapa de acessibilidade, com percursos, ruas e circuitos para pessoas com dificuldades” que foi uma das promessas do actual presidente da autarquia feita a 20 de Setembro de 2013.

Um outro requerimento à Assembleia Legislativa da Madeira a perguntar pela regulamentação do Plano Regional de Promoção da Acessibilidade e “criação e funcionamento da comissão de acompanhamento, no prazo de 90 dias, a pós a entrada em vigor do presente diploma”, matéria da responsabilidade da Secretaria da Inclusão.

O Plano Regional de Promoção da Acessibilidade foi aprovado em Junho de 2016 e publicado no JORAM a 24 de Junho do mesmo ano, portanto está por regulamentar há um ano, aponta o CDS.