JPP quer audição parlamentar por causa dos terrenos do Parque Empresarial da Cancela

O JPP veio informar que, na sequência do caso que envolve os terrenos do Parque Empresarial da Cancela (PEC), a Câmara Municipal de Santa Cruz (CMSC), o Governo Regional (GR) e a Madeira Parques Empresariais Sociedade Gestora, S.A. (MPE), o grupo arlamentar do JPP deu entrada na Assembleia Legislativa da Madeira com um pedido de audição parlamentar ao presidente do Governo Regional da Madeira e ao presidente do Conselho de Administração da MPE, no sentido de compreender as verdadeiras razões por detrás das opções tomadas por esta entidade e da sua legitimidade.

O JPP quer analisar os Contratos Promessa de Compra e Venda ou outros firmados pela MPE – Madeira Parques Empresariais, Sociedade Gestora, S.A., relativamente ao Parque Empresarial da Cancela, nos anos de 2015, 2016 e 2017, e bem assim os Contratos Promessa de Direitos de Superfície de Pavilhão Industrial firmados pela MPE Madeira Parques Empresariais, Sociedade Gestora, S.A., relativamente ao Parque Empresarial da Cancela, nos anos de 2015, 2016 e 2017. Também pretende acesso à relação dos movimentos bancários (receitas) efectuados pela MPE naqueles anos, relativamente à Cancela.

O JPP pretende, com estas iniciativas, esclarecer esta situação que considera lesiva para o Município e para o povo de Santa Cruz, uma vez que os terrenos são, comprovadamente, propriedade da CMSC.