Obra de madeirense Jorge Maggiore interpretada no sábado pelo Quinteto de Sopros Atlântida

 


O ensemble “Quinteto de Sopros Atlântida ”, da Orquestra Clássica da Madeira, realizará um recital no próximo sábado, dia 22 de Abril, pelas 18 horas, no Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Madeira. Formado por cinco instrumentistas da OCM, este ensemble interpreta obras originais de vários compositores, assim como aborda transcrições baseadas em grandes temas que ficaram na história da música como referência de determinada época.

Constantes do programa deste concerto, estão as obras de Mozart “Divertimento nº 14 KV 279”; de Samuel Barber “Summer Music”; de Joly Braga Santos, “Adágio e Scherzino”; e do compositor madeirense Jorge Maggiore, “Corale e Disintegrazione”. Finalmente, será tocada, de Hallam, a “Dance Suite”.

O agrupamento musical inclui Pedro Camacho na flauta transversal, Louise Whipham no oboé, José Barros no clarinete, Manuel Balbino no fagote e Rúben Silva na trompa.

Os bilhetes custam entre 10€ e 5€ e estão disponíveis no La Vie Funchal Shopping Center – Loja Naturalmente Português (Piso 1), das 09:00 às 22:00, e no dia do concerto no local, a partir das 14:00.

Merece menção especial o compositor e músico madeirense Jorge Maggiore:  o mesmo nasceu e cresceu no arquipélago da Madeira, tendo iniciado os seus estudos musicais já na adolescência no Conservatório de Música da Madeira (CMM). Mais tarde rumou a Lisboa onde se licenciou em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa (ESML, 2003). Aí estudou com os professores António Sousa Dias, Sérgio Azevedo, António Pinho Vargas e Luís Tinoco.  Entre as suas experiências formativas, contam-se seminários de música erudita com Christopher Bochmann,  Emmanuel Nunes,  Salvatore Sciarrino e Jean Claude Risset, entre outros. Na área do jazz, participou em seminários com o Quinteto André Fernandes + Akiko Pavolka, New Jazz Workshop, com Dennis González,  Estágio de Big Band, orientado por Pedro Moreira, João Moreira, Claus Nymark, Paula Oliveira, Mário Laginha e Alexandre Frazão, Quinteto de Chad Talmor, etc. Frequentou ainda e concluiu o Curso de Jazz do Hotclube de Portugal (2007)

É compositor, arranjador e performer na área do Jazz, a par de colaborações no Teatro e Cinema. Participa, como percussionista e co-criador  em projectos artísticos no campo da Música Improvisada como “Vortex Lab”, “Cine Qua Non” e “Blackout”. É ainda membro fundador da recém criada plataforma de criação, “Madeira Jazz Collective”.

Actualmente lecciona várias disciplinas no Conservatório-Escola Profissional  das Artes da Madeira Luiz Peter Clode (CEPAM), no Curso de ensino Especializado Artístico e no Curso de Jazz.