Secretaria sensibiliza no Curral para a necessidade e manter as ribeiras limpas

Fotos DR.

No âmbito do programa de 2017 de campanhas de sensibilização para uma cultura de gestão preventiva do risco de aluvião, em particular junto de núcleos populacionais de maior vulnerabilidade, começaram a ser colocados  cartazes informativos no centro da Freguesia do Curral das Freiras.

Segundo uma nota da Secretaria Regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus, os placares informativos visam sensibilizar as populações para a necessidade de todos, instituições e cidadãos a título individual ou familiar, preservando e limpando as Ribeiras e leitos fluviais, elencando uma série de medidas que os cidadãos devem ter em conta na sua relação com as linhas de água.

É também referido que a Ribeira dos Socorridos, uma das maiores da Região, nasce nas montanhas do Curral das Freiras, confluindo para si cerca de 70 córregos.

Face à orografia da ilha, os riscos de cheias a que estamos ciclicamente sujeitos, bem como à ocorrência de fenómenos de incêndios, com especial incidência nas últimas décadas, é fundamental que exista um esforço conjunto no sentido de cuidar do equilíbrio das bacias hidrográficas por forma a prevenir situações extremas como infelizmente já aconteceram, ainda mais em Ribeiras com tantos afluentes como a descrita.

Revela a nota que  esta iniciativa foi realizada em parceria com a respetiva Junta de Freguesia do Curral.

Até ao final do ano, os cartazes serão relocalizados periodicamente para os diferentes sítios da freguesia.

Existem já contactos com outra freguesias no sentido de se estender esta campanha a outros pontos da Região.

 

Recorde-se que além desta campanha, a SRAPE tem, em vigor ao abrigo do já referido programa de 2017, a possibilidade de candidaturas de empresas que se proponham a efetuar a limpezas de leitos de ribeiras, de acordo com as instruções dos técnicos da DRESC, de forma gratuita, obrigando-se ainda a efetuar  compensações que beneficiem o equilibro das linhas de água.

 

Do mesmo modo os funcionários da DRESC tem efetuado um profundo trabalho de limpeza do coberto vegetal envolvente às  ribeiras, nomeadamente troncos de árvores tombadas ou em risco de tombar sobre os leitos,  a maioria resultados dos incêndios de Agosto último.