Cáritas apoia emigrantes madeirenses em Jersey

logo_caritas_pt_1A Cáritas Portuguesa e a Cáritas de Jersey, uma das ilhas do Canal da Mancha, podem vir a colaborar juntas na integração da comunidade madeirense que atualmente está radicada naquele território do Reino Unido.

Segundo a agência Ecclesia, e de acordo com a Cáritas Portuguesa, a porta ficou aberta durante um encontro recente entre responsáveis dos dois organismos, em que “foram debatidas algumas possibilidades de iniciativas conjuntas que vão agora ser analisadas por todos”.

A mesma fonte relata que “os madeirenses representam cerca de 7 por cento da população que vive na ilha de Jersey”, o que equivale “a cerca de sete mil pessoas numa população total de 93 mil habitantes”.

“Muitos portugueses não têm conhecimento da língua inglesa e isso afeta as suas oportunidades de trabalho e a sua participação social”, realça a Cáritas Portuguesa, que esteve representada no encontro pelo seu presidente, Eugénio Fonseca.

Em representação da Cáritas britânica, “a única Cáritas paroquial do Reino Unido” e em atividade desde 2003, esteve o cónego Nicholas France.

Aquela instituição católica está atualmente empenhada “em várias frentes”, desde iniciativas que têm como objetivo garantir às pessoas “o direito à habitação”, até a projetos de combate ao desemprego e à precariedade e de apoio às famílias de reclusos.

Estiveram também presentes no encontro a diretora da Obra Católica Portuguesa das Migrações, Eugénia Quaresma, e o responsável da área social da coordenação nacional da Pastoral Penitenciária, Paulo Neves.