Imaculada Conceição favorece as pazes: Banda de Machico volta a tocar na festa após longa ausência

A Banda Municipal de Machico voltou a tocar nas solenidades religiosas assinaladas no concelho, após um longo tempo de relações cortadas entre a Banda e o pároco de Machico, cónego Manuel Martins.

 

banda machiuco principal.jpgO FN não sabe quem deu o primeiro passo para esta muito esperada mas difícil reconciliação. O que surpreendeu a população, pela positiva, foi o facto de, desde ontem, a festa em honra da Imaculada Nossa Senhora da Conceição voltar a contar com a Banda da casa e não a da vizinha Santa Cruz, fruto de quezílias entre o maestro e o pároco, aparentemente já sanadas. Uma situação muito criticada pela população de Machico que se ressentia da ausência da sua Banda nas festividades, embora o assunto nunca fosse comentado nem pelo pároco nem pelo maestro.

A Banda Municipal de Machico, conduzida por Manuel Spínola, mais conhecido por “Manilinho”, ressurgiu na tradicional festa, no momento em que, na celebração litúrgica, o cónego Manuel Martins fazia uma homilia a recordar o espírito misericordioso de Cristo e a necessidade de esta quadra ser também um momento propício à confissão e misericórdia, na esteira das palavras do Papa Francisco.

Desta vez, a celebração em honra da Imaculada Conceição revestiu-se de maior significado para a população local.