Produtores desesperam: 28 carros em fila, durante horas ao sol, para descarregar a banana

BANAPRINCIOPAL
Fotos DR.

Os produtores de banana esperam e desesperam para entregar a banana aos armazéns controlados pela empresa que oficialmente gere o setor, a GESBA-Empresa de Gestão do Sector da Banana, Lda.

O cenário tem-se repetido diariamente nos últimos tempos, segundo garantiram ao FN os produtores: carros e carros cheios de banana, a amarelar ao sol intenso, porque não há capacidade de resposta dos armazéns. Depois de horas a fio de espera, quando se analisa a banana, está amadurecida e nem sempre é comprada ao produtor pelo preço justo.

Da parte do gabinete do Secretário regional da Agricultura e Pescas, foi, no entanto, garantido ao FN que, com o novo investimento da GESBA, estas demoras nas descargas da produção terão futuramente os dias contados. Mais uma esperança que se levanta aos produtores.

baan7Segundo o FN foi informado por um dos dirigentes da nova Associação dos Produtores de Banana da Ilha da Madeira, José Manuel de Sousa, estiveram ao longo do dia de hoje, 28 carros carregados de banana, junto ao armazém em Santa Rita, ao sol, à espera de descarregar a produção. Ao mesmo tempo, na Madalena do Mar, idêntico problema: 20 carros em fila a aguardarem pela entrega da banana.  A mesma imagem noutro armazém, desta feita em Campanário. Uma realidade que aumenta o desespero dos produtores que olham para o setor com cada vez maior apreensão.

ban9Este problema tem vindo a agravar-se e a GESBA não parece encontrar soluções concretas e imediatas para os produtores, que prometem não cruzar os braços.

BANA DESTAQUEOutro dado digno de nota: neste vai-vem de carros, uma das viaturas chegou mesmo a virar, por alegada distração do condutor, perdendo-se parte da banana que transportava. Um acidente que poderia ter produzido consequências mais graves.

Segundo os nossos interlocutores, “já é tempo de o Governo Regional olhar para o setor da banana de uma forma mais ativa e não reativa. Ignorar esta realidade é aumentar uma bola de neve de problemas que terá os seus custos a curto prazo. O produtor ganha mal pela força do seu trabalho e enfrenta ainda dificuldades em escoar a sua produção”.

bana8

ban10

ban1