Zika: Sky News coloca Madeira num nível elevado de risco

Zika
O mapa europeu do Zika apresentado pela Sky News

“Zika: Quais os países europeus que estão em risco? A Organização Mundial de Saúde alerta para um alto risco de um surto na Madeira e na Geórgia e um risco moderado em 18 outras nações”.

É assim que a Sky News noticia o mais recente alerta da OMS.

Ainda segunda aquela estação televisiva, os dois países estrangeiros mais populares para os viajantes do Reino Unido foram identificadas como de risco “moderado” para a transmissão do vírus Zika (França e Espanha).

Na lista dos 10 países mais visitados por britânicos inclui-se mais dois -Itália e Grécia- que foram colocados na categoria de risco “moderado” pela OMS.

Um total de 18 países, onde o mosquito Aedes albopictus é endémica estão em risco “moderada”, de acordo com a OMS.

São eles a Albânia, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Croácia, França, Alemanha, Geórgia, Grécia, Israel, Itália, Malta, Mónaco, Montenegro, Roménia, San Marino, Eslovênia, Espanha, Suíça, Turquia e Cidade do Vaticano.

A OMS diz que há uma “alta” probabilidade de o vírus aparecer em áreas onde foi detetado o tipo de mosquito ‘Aedes aegypti’.

O Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças diz que o tipo de mosquito foi relatado recentemente na Madeira, nos Países Baixos e na costa do Mar Negro norte-oriental (sul da Rússia e da Geórgia).

41 dos 53 países europeus têm “muita boa ou boa” capacidade para lidar com um surto.

O Zika é responsável por um tipo de defeito de nascença chamada microcefalia, o que resulta em recém-nascidos com cabeças pequenas.

Também tem sido fortemente ligada ao síndrome de Guillain-Barre, que ataca o sistema nervoso e pode conduzir à paralisia.

Já houve casos de Zika relatados na Europa em pessoas que regressaram de viagens à América do Sul.