PTP critica estado da Saúde e viagens de Miguel Albuquerque

Coelho

O Partido Trabalhista realizou uma acção política frente ao Hospital Dr. Nélio Mendonça, na qual o deputado José Manuel Coelho foi bastante crítico da situação que se vive no sector da saúde, na Região.

Coelho denunciou o facto de que aqueles que padecem de doenças crónicas, como diabetes, HIV, cancro, doenças cardíacas, esclerose múltipla, “esperarem e desesperarem por medicamentos”, que a Segurança Social nem sempre lhes pode facultar.

“Os doentes são remetidos a uma lista de espera, e entretanto as doenças progridem, e vão matando os nossos doentes”, acusou.

“O Governo diz que não tem dinheiro. Mas tem dinheiro para, daqui até ao final do ano, ir pagando viagens caríssimas ao dr. Miguel Albuquerque, para ir para o Canadá e Estados Unidos, para ir para a Austrália, com o nosso dinheiro, para ir vender o turismo da Região… enquanto os nossos doentes precisam de medicamentos e não têm. Estão inscritos nas Consultas Externas do Hospital… Mas esperam anos para ser atendidos, e se não tiverem dinheiro para ir ao privado, morrem à espera dessas consultas”, fulminou José Manuel Coelho.

A Região e o SESARAM não podem ter mesmo dinheiro, afirmou, porque o mesmo serve para “favorecer os compadres do regime”, garantiu.

Os preços do próprio estacionamento do hospital foram extremamente criticados por este deputado.

“O povo tem de ver isto, porque hoje está saudável, amanhã estará doente, e tem familiares que também adoecem”. Para Coelho, é uma vergonha o estado dos serviços do SESARAM, que condenam os doentes “a uma morte certa e prematura”.