Governo desiste de expropriar 64 parcelas de terreno em Câmara de Lobos

alforra1O Conselho de Governo desistiu de expropriar 64 parcelas de terreno para a “Construção da Ligação ao Ribeiro da Alforra e Limoeiro -Câmara de Lobos”.

O Executivo justifica a medida “face às limitações financeiras e às prioridades definidas” pelo que “não se perspetiva a execução da totalidade da referida obra”.

alforra2Verifique nas fotos, as parcelas que o Governo desistiu de expropriar:  n.ºs 39/5AB, 39/6AB, 39/7AB, 39/9AB, 39/10AB, 44AB, 46AB, 47AB, 48AB, 53AB, 4AQ, 11AQ, 15AQ 4/2AR, 7BJ, 8BJ, 9BJ, 10BJ, 11BJ, 12BJ,14BJ, 18BJ, 19BJ, 20BJ, 22BJ, 23BJ, 24BJ, 26BJ, 27BJ, 45BJ, 11YY, 21YY, 31YY, 32YY, 33/1YY, 33/2YY, 35/1YY, 35/2YY, 38YY, 39YY, 46YY, 47YY, 48YY, 58YY, 60YY, 66YY, 67YY, 68YY, 69YY, 70YY, 71YY, 74/1YY, 74/2YY, 74/4YY, 77YY, 81YY, 82YY, 83YY, 84YY, AYY 15ZZ, 18ZZ, 21ZZ e 22ZZ.

A expropriação tinha sido decidia em 2009 e, em 2010, o anterior Governo Regional tinha autorizado a posse administrativa das ditas parcelas.

“A Região Autónoma da Madeira deixa assim de ter interesse, para a utilidade pública inicialmente prevista, no que concerne à expropriação das parcelas necessárias à mencionada obra”, revela a resolução tomada na reunião de Conselho de Governo de 17 de Março último e hoje publicada.