Centro Infante a funcionar com falta de segurança terá inspeção extraordinária da Proteção Civil

infan1
Fotos Rui Marote

(Com Rui Marote) / O Centro Comercial Infante está a funcionar em condições que deixam muito a desejar, como é do conhecimento daqueles que por lá passam: são lojas encerradas, um ambiente deserto e desolador e as condições de segurança, consequentemente, estão também em causa: não há ar condicionado, as luzes funcionam a 50%, as escadas rolantes só operam num sentido e as casas de banho estão quase sempre avariadas. A Pizzaria que era a alma do Centro encerra este mês.

infamn4
O FN foi informado de que a Secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais tem na sua posse um parecer do Serviço Regional de Proteção Civil a recomendar o encerramento do Centro dadas as situações anteriormente mencionadas, sendo que o BCP é o dono do imóvel.

infam3O FN contactou Rubina Leal que remeteu a informação para o diretor do Serviço Regional de Proteção Civil. O Coronel Luís Neri começa por esclarecer que “em momento algum procedeu à emissão de qualquer tipo de parecer relativo ao Centro Comercial Marina Shopping”.

infamn2No entanto, acrescenta Neri, a Proteção Civil “propõe-se efetuar uma Inspeção Extraordinária ao estabelecimento em apreço, nos termos previstos no artigo 19º do DL nº 224/2015 de 09 de Outubro, que veio alterar o DL nº 220/2008 de 12 de Novembro, adaptado à RAM pelo DLR nº11/2010/M de 25 de Junho, a qual irá ser previamente comunicada à entidade administradora do referido espaço comercial”.