Cavalheiros da Tábua Redonda propõem “Sexo sem tabus” ao jantar

Como fazer durar o amor? Falamos de sexo, mas será que fazemos muito ou pouco? Como é que se vive atualmente a sexualidade? Somos saudáveis na vivência da nossa intimidade?
Estas e outras questões serão analisadas no próximo jantar/debate organizado pela Confraria dos
Cavalheiros da Tábua Redonda, sob a orientação da sexóloga Vânia Beliz.
vania beliz sexóloga
Tal como o FN já anunciou, o encontro terá lugar a 26 deste mês, a partir das 20h30, num restaurante de Santo António, Funchal. Nesta sua 21ª edição, a organização procurará derrubar tabus e desmistificar medos, dúvidas e preconceitos em matéria de sexualidade.
“Falar de sexo sem tabus” é o mote proposto pelo evento. Os organizadores dizem mesmo que o objetivo será “desempoeirar as mentes”, um exercício destinado aos indivíduos de ambos os sexos.
Recorde-se que a maioria dos homens portugueses a falta de ereção como o seu principal medo num relacionamento sexual, enquanto um recente estudo (Jornal Expresso) revela que o maior receio das mulheres é o de não agradar ao parceiro, embora a sua maior queixa seja falta de desejo.
A moderar o debate estará a sexóloga Vânia Beliz, uma especialista que começa a destacar-se em Portugal. Uma das ideias que está afastada do encontro é que sexo se trata apenas de biologia pura. Pelo contrário, “para falar sobre sexualidade é fundamental falar sobre autoestima e cuidados com o próprio indivíduo, enfatizando o autorespeito e o respeito pelo outro. Quanto mais se conversar e orientar, mais se desenvolverá a capacidade de discernimento para a tomada de decisões. A orientação deve buscar a construção de hábitos e atitudes saudáveis, tanto físicas como emocionais”, sublinham os organizadores.