Ameaça deixa Bruxelas em estado de sítio

europa bruxelas

|*Com AF|

Segundo o jornal Público, “ainda o Conselho de Segurança Nacional não se tinha reunido e já funcionários da Comissão Europeia eram avisados para permanecer em casa. Neste sábado, Bruxelas acordou em estado de sítio, com militares e viaturas blindadas no centro da cidade, centros comerciais e museus fechados, concertos anulados e o metro da cidade pela primeira vez sem funcionar.

Durante a noite, o Centro de Crise belga decidira aumentar o nível de alerta na região de Bruxelas para 4, o que indica uma “ameaça séria e imediata”, uma decisão “baseada em informação muito precisa sobre o risco de um ataque como o de Paris, com vários indivíduos a lançarem acções com armas e explosivos, talvez em vários lugares ao mesmo tempo”, explicou o primeiro-ministro, Charles Michel.”