Avião que partiu da Madeira para Birmingham escoltado por jato militar

Monarch
Foto retirada de http://www.planespotters.net

Segundo o jornal britânico Metro, citado pelo site ‘Notícias ao Minuto’, um jato militar foi chamado para acompanhar um avião que fazia a ligação Madeira-Reino Unido, depois de o aparelho ter perdido o contacto com o controlo de tráfego aéreo.

De acordo com a notícia, os passageiros do voo ZB983 da Monarch Airlines não foram informados do que se passava e assustaram-se por ver o avião militar tão perto do seu.

“Estava mesmo ao lado da nossa janela, tão perto que se conseguia ver o piloto”, contou Caroline Regan, de 71 anos.

“Parecia estar a seguir-nos e houve algum pânico – todos os passageiros se levantaram para ver o jato.”

Esta passageira disse ainda que o piloto do ZB983 não fez qualquer declaração sobre o assunto durante todo o voo.

“Uma das assistentes de bordo disse que se tratava do exército francês e outra disse que o jato estava apenas a fazer reconhecimento visual”, e que tudo não passava de um exercício.

Um porta-voz da Monarch Airlines confirmou mais tarde que se tratava de um aparelho militar, mas este fora enviado na sequência da perda de comunicações, “um procedimento habitual” nestes casos.

“A comunicação com os controladores aéreos foi restabelecida aquando a interceção” e o voo seguiu a sua rota, tendo aterrado com normalidade, disse ainda.