PSP detém dois estrangeiros no aeroporto por posse de armas proibidas

aeroporto14O Comando Regional da Polícia de Segurança Pública (PSP) da Madeira deteve, na manhã da passada quarta-feira, dois cidadãos estrangeiros por posse de duas armas proibidas, na sequência do rastreio de bagagem de cabine efetuado no Aeroporto Internacional da Madeira.

Os detidos foram constituídos arguidos e sujeitos a termos de identidade e residência, sendo presentes ao Tribunal Judicial da Comarca da Madeira para sujeição a diligência processual.

A PSP –no arco das suas competências específicas ao nível da Segurança Aeroportuária e, concretamente de supervisão das operações dos sistemas adequados ao controlo e rastreio da totalidade da bagagem de porão, de cabine e dos passageiros– destaca, com alguma preocupação, o fato de, ultimamente, terem surgido alguns casos de passageiros que foram surpreendidos na posse de diferentes tipologias de armas proibidas e materiais perigosos, designadamente entre artigos pessoais na comumente chamada ‘bagagem de mão’.

Entre tais artigos ilícitos, ressaltam armas brancas dissimuladas sob a forma de outro objeto, proibidas nos termos da legislação portuguesa e por isso tidas como uma ameaça para a aviação civil.

Neste sentido e à semelhança do trabalho de sensibilização efetuado nos balcões do check in do Aeroporto, bem como da informação prestada pelas Agências de Viagens, o Comando Regional da PSP recomenda a todos os que pretendam viajar para estarem atentos à informação disponível nas infraestruturas aeroportuárias antes do embarque, especialmente quanto aos objetos proibidos a bordo de aeronave, quer sejam transportados em bagagem de porão ou de cabine, de forma a evitar constrangimentos ou situações delituosas e com imputação de responsabilidades criminais.