Porto Santo debate possibilidades de geoturismo

porto santo visão geral

A estratégia de desenvolvimento para o Porto Santo, numa perspectiva ambiental, estará em debate nos próximos dias 25 e 26 do corrente mês de Agosto, num simpósio que se realizará naquela ilha e que contará com a presença de vários investigadores e académicos. Trata-se do ‘X Simpósio Ambiental Geoturismo – Estratégia de Desenvolvimento para a ilha do Porto Santo’.

porto santo-eventos-simpósio ambiental

A iniciativa é da Câmara Municipal e está subordinada ao Geoturismo: contará com oradores conceituados na área da geologia e, nas palavras escolhidas pela própria autarquia, “pretende dar a conhecer uma vez mais o potencial da geodiversidade da ilha do Porto Santo para o turismo, no sentido de se desenvolver uma estratégia de promoção da ilha baseada nos seus valores naturais, de que são exemplo os seus geomonumentos”.

Em discussão estarão também outros exemplos de geoturismo, como o Geopark Naturtejo, que ajudaram a desenvolver a economia das localidades onde estão inseridos. Mais uma vez, o objectivo é combater a sazonalidade que afecta o turismo no Porto Santo, um problema sempre presente.

No dia 25 de Agosto, sob o signo da “Geodiversidade: Potencialidade para o turismo do Porto Santo, o Salão Nobre dos Paços do Concelho recebe várias palestras, a partir das 9h30. O primeiro orador será Mário Cachão, do Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, membro do ProGEO – Portugal; falará sobre o tema ‘Geoturismo/Geoparque Porto Santo’.

Segue-se-lhe Maria Raquel Ferreira, da Universidade da Madeira, abordando o ‘Valor científico, didáctico e turístico dos geomonumentos do Porto Santo.

Já João Baptista Pereira Silva, investigador do GIOBIOTEC, FCT, Universidade de Aveiro e membro da ProGEO – Portugal discorrerá sobre aqueles que considera ser os sete geosegredos mais bem guardados da ilha do Porto Santo.

Finalmente, Carlos Neto de Carvalho, do Geopark Naturtejo, falará sobre os geoparques da UNESCO, com uma intervenção cujo subtítulo é “Oferecer tempo de qualidade numa rede global de destinos”.

Estas palestras são públicas, e poderão ser presenciadas por qualquer interessado. Decorrerão na manhã do dia 25. À tarde, decorrerá uma sessão à porta fechada, “com o objectivo de se discutir uma estratégia de desenvolvimento para o Porto Santo que promova o turismo baseado no património natural da ilha”.

Já o dia 26 fica reservado para uma saída de campo dos participantes neste X Simpósio Ambiental.