Átrio do Mercado transformado em dormitório consentido dos sem-abrigo

IMG_0760O Estepilha já se habituou a ver os sem-abrigo a fazer do átrio do emblemático Mercado dos Lavradores o seu dormitório, seja de noite, seja de dia.

Mas o que já não se compreende é que se consentem imagens destas continuamente, num espaço diariamente frequentado por centenas de turista que levam os belos souvenirs da Ilha e o lado miserável.

O Estepilha também sabe que alguns destes homens preferem o relento às instituições sociais de acolhimento. E admira-se com o facto de ninguém, nem mesmo os agente policiais que exercem (e bem) vigilância na cidade, se atrever a pedir a estes indivíduos que se instalem em lugares mais condignos. Perdoem a comparação: a multa num carro mal estacionado é célere e certeira. Então e o resto?