Tabagismo: factos e números de um problema crescente

1. N.º DE ÓBITOS POR GÉNERO, PORTUGAL
(Fonte: Portugal Prevenção e Controlo do Tabagismo em números – 2014, DGS)tabaco-06

2. N.º DE ÓBITOS POR GRUPO ETÁRIO, PORTUGAL
(Fonte: Portugal Prevenção e Controlo do Tabagismo em números – 2014, DGS)

tabaco-07

3. N.º DE ÓBITOS POR CAUSA DE MORTE, PORTUGAL
(Fonte: Portugal Prevenção e Controlo do Tabagismo em números – 2014, DGS)
tabaco-08

4. COMENTÁRIOS
Na mortalidade atribuível à exposição ao fumo ambiental do tabaco, os óbitos ocorreram maioritariamente em mulheres (n=472;56%) e idosos, com idades iguais ou superiores a 70 anos, (n=707;84%). As doenças cardiovasculares (n=807;96%) representaram a principal causa de morte associada a este factor. Fumar é a primeira causa evitável de incapacidade e morte prematura nos países desenvolvidos, sendo imperativo continuar a investir na prevenção e controlo deste importante problema de saúde pública (Fonte: Portugal Prevenção e Controlo do Tabagismo em números – 2014, DGS)

IASaude