Liberdade, Igualdade e Fraternidade em exposição no Museu de Imprensa

museu_de_imprensa

O Museu de Imprensa da Madeira acolheu ontem a abertura da exposição «Liberdade, Igualdade e Fraternidade», onde marcou presença o presidenta da Câmara, Pedro Coelho, e a subdirectora regional de Cultura, Carina Bento.

Esta exposição reúne as obras mais significativas sobre o tema, selecionadas pelo júri internacional e relativas à participação de dezenas de países. O Grande Prémio foi já ‘transformado’ em escultura e integra-se no roteiro de humor que está a ser construído na cidade do Porto, no âmbito da Capital do Cartoon, proclamada em 2008. De diferentes formas, em termos conceptuais e estéticos, os artistas mostram o poder do seu lápis. O mundo precisa do poder do humor. Para dizer (sempre que necessário): o rei vai nu! Não é este o poder do riso?

Os trabalhos expostos resultam de uma seleção dos cartoons que concorreram à XV edição do Grande Prémio do XV PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa, subordinado ao tema “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, cujo trabalho vencedor teve por título “Shipwreck” [naufrágio], onde num mar de dinheiro naufragam três barcos (“Liberdade”, “Igualdade” e “Fraternidade”) e várias figuras humanas, da autoria de Miro Stefanovic, da Sérvia, e que estará patente na referida exposição.

museu_de_imprensa2

O segundo prémio foi atribuído ao cartoon intitulado “Atrapados” de Boligán (artista cubano radicado no México) e o terceiro para “Libertea” de Wilem Rasing, da Holanda. A elevada qualidade dos trabalhos apresentados naquela edição levou o júri internacional, presidido pelo holandês Peter Nieuwendijk, a atribuir oito menções honrosas a artistas de diferentes países: Bélgica (duas), Inglaterra, Israel, Polónia, Roménia (duas) e Ucrânia.