Coro do Liceu une música à poesia e dá espetáculo

Uma ideia arrojada: misturar a música com a poesia. A ideia partiu do Coro da Escola Secundária Jaime Moniz. Seguiram-se os ensaios. Pedro Nóia e Inácio Freitas transformaram o sonho em ação e os participantes do Coro emprestaram a voz e o talento. O produto final foi um sarau de música e poesia que foi dos momentos mais altos da XII Semana dos Clubes/Projetos.

DSC_0844
Fotos: Micaela Martins

A sala não tinha lotação esgotada. Mas as dezenas de professores e alunos que marcaram presença, no fim da tarde de ontem, comoveram-se com as letras intemporais da “Pedra Filosofal” ou então da “Chuva” ou ainda do “Imagine”. Cantores amadores que mostraram brios para além da docência. Outro momento tocante foi a interpretação de “Va Pensiero”, conduzido por Inácio Freitas e entoado com mestria pelo Coro. Fez ainda parte do programa, alguns momentos de recitação de poesia de autores intemporais como Eugénio de Andrade, Florbela Espanca e outros.

A fechar, Pedro Nóia interpretou a histórica canção de José Cid “Eu nasci p´ra música”, arrancando os aplausos de todos.

Palestras sobre a agricultura biológica, a importância do solo e teatro têm enriquecido estas atividades extracurriculares e contado com a participação de centenas de alunos, até das mais diversas escolas.

DSC_0748
Imagem da peça de teatro “Lusco-fusco da consciência”, de O Moniz-Carlos Varela.

A fechar a Semana, outros eventos de grande interesse estão previstos, nomeadamente a sessão “Vozes do Liceu” e, no sábado, no Teatro Municipal, uma produção cinematográfica do Clube Cine Moniz, sobre a revolta das águas, encenado por Miguel Jardim.