Truta para contemplar com preços que escaldam no Ribeiro Frio

ribeiro frio 1
Trutas no Ribeiro Frio: uma visita que se recomenda. FOTOS: Jackeline Vieira

São milhares os turistas e madeirenses que demandam diariamente a paradisíaca zona do Ribeiro Frio. A estrada regional é pequena para acolher tanta viatura e autocarros de turismo que debandam este pedaço de céu para apreciar os viveiros de truta, desfrutar da beleza infindável da natureza e, quiçá, apreciar o sabor agradável da truta.

O problema que se coloca aos forasteiros, sobretudo ao madeirense com parcos recursos, é que o preço da restauração cobrado aos clientes escaldam, como se diz em bom português. Após uma visita pelos reservatórios de água doce onde a bela truta delicia as vistas de miúdos e graúdos, a dificuldade reside em assumir os custos elevados de uma refeição familiar de truta, no restaurante vizinho. São preços elevados e as condições que se oferece ao visitante não são as melhores quer em amplitude de espaço quer até mesmo em termos de sanitários.

RIBEIRO FRIO 4Todos compreendem que os empresários têm gastos com as suas unidades de restauração e que o custo do IVA não está para favorecimentos. Mas dada a afluência considerável que já se nota no Ribeiro Frio, seria de repensar a tabela de preços cobrada pelo restaurante mais vizinho dos viveiros de trutas. Afinal, queremos ou não clientela? Por outro lado, os demais pratos, a rondar os 10 euros, também incentivam o próprio turista – que há muito que já não vem à Madeira com os bolsos cheios – a procurar outras alternativas de restauração.

RIBEIRO FRIO 3Apesar de tudo, contemplar as trutas no Ribeiro Frio é sempre um passeio que se recomenda porque o cenário é efetivamente singular, quer com tempo outonal quer primaveril. Quanto à truta, é calcorrear a ilha e procurar noutras bandas, quiçá no Seixal, preços mais compatíveis com os rendimentos dos madeirenses e forasteiros.

ão.